Aproveite seu tempo

Por: Vinicius Reimberg Santos

Este é um trabalho acadêmico, proposto pelo centro universitário FIAM FAAM. Na matéria de expressões tridimencionais.

A proposta do trabalho foi criar um ambiente, ou mais a fundo, uma cadeira que nos representasse, pelo projeto, ou outros alunos teriam que tentar descobrir como o aluno expositor era… quais qualidades ele tinha, do que gostava, e assim por diante, antes que ele começasse sua apresentação, para assim, vermos o quanto tínhamos acertado, e o quanto o aluno tinha se expressado em seu projeto.

Eu me aprofundei no tema da cultura japonesa, e criei um ambiente que lembrasse um “templo”. Usando como escala aproximada duas bonsais que eu tinha na época, sendo assim, minha cadeira não chegou a 1.5cm de altura.

A proposta principal do meu trabalho foi o “aproveite seu tempo”. Explicando: seria basicamente a idéia de propor que as pessoas por menor que seja o tempo destinado a alguma atividade, seria faze- lá da melhor forma possível. Mesmo tendo apenas 30 minutos para um café da tarde, tome-o com uma xícara que te faça lembrar coisas boas, escolha o seu chá preferido e coma o pão que mais te faz bem.

Eu sei que na teoria sempre é mais simples. Mas vamos procurar aproveitar o nosso tempo, mesmo que não seja sempre o suficiente, mas que seja, esplêndido no final de tudo.

MAQUETE E IMAGNES: Vinicius Reimberg Santos

Anúncios

Cobertura em Florianópolis!

Por: Vinicius Reimberg Santos

Este é um trabalho residêncial acadêmico, proposto pela professora Fabíola Fernandes, na disciplina de PAISAGISMO. Pelo centro universitário FIAM FAAM.

Como dupla nesse trabalho, tive a grande ajuda de meu colega Caio Ribeiro.

Na proposta do projeto tínhamos como Briefing uma família onde os pais (e donos da residência)  tinham em torno de 30 anos de casados, e recebiam seus filhos, e duas netinhas com muita freqüência. A casa fica na cobertura de um apartamento em Florianópolis, e seria usado tanto no verão, quanto no inverno

Nós precisamos pensar em um tema discutido desde o primeiro dia de aula, a integração entre o interno e o externo, do íntimo com o social. Não é a nossa proposta que o projeto paisagístico seja mapeado, temos que criar um único projeto que faça que os ambientes de unam, e tenham essa integração.

Pensamos em algo mais simples, pois casas que recebem crianças tem de serem práticas. Por isso o uso de tecidos de fácil secagem, laváveis foram umas das idéias do projeto, juntamente com a presença da madeira, para que os dias frios se tornassem mais aconchegantes.

O uso da vegetação foi para ambientes de pleno sol, pois a maioria das plantas está nos ambientes abertos.

Não podíamos esquecer (é lógico) do cantinho do churrasco do Sul, e seu chimarrão. Ainda mais que no Briefing já constava que a família adorava cozinhar, e foi pedido algum espaço com horta, onde a pesquisa sobre quais hortaliças sobrevivem e convivem melhor uma com as outras..


__ você deve estar se perguntando o porque da palavra “convivem”?

Em nossa pesquisa descobrimos que a Hortelã, por exemplo, não pode ser plantada com nenhuma outra hortaliça, pois tem raízes invasoras, que destroem outras espécies.
algumas hortaliças que “convivem” muito bem juntas são:

Algumas misturas que dão certo: alecrim, tomilho e sálvia;

manjericão, anis, carqueja e sálvia;

e manjericão, manjerona e cebolinha.

 

Restaurante Outback SteakHouse

Por: Vinicius Reimberg Santos

Este é um trabalho comercial acadêmico, proposto pelo professor Vitor Marinho, pelo centro universitário FIAM FAAM.

Tive uma grande ajuda de minhas colegas Maria Laurelina, Fernanda Machado e Joyce Correa

(perspectiva eletrônica – Joyce Correa)

A proposta do trabalho foi deixar o rústico e temático restaurante Outback Steakhouse com uma cara mais atual, mais contemporânea, com isso nós trazemos materiais que trariam a mesma sensação que dos antigos, porém, materiais novos, novas tendências e novos clientes.

(primeiros Sketches para o restaurante – Vinicius Reimberg)

A proposta do trabalho foi desenvolver desde a pesquisa sobre possíveis restaurantes; Pesquisa de campo mais aprofundada do restaurante escolhido; Desenvolver intenções de projeto sem planta, apenas com idéias subjetivas de como os clientes se sentiriam dentro do ambiente, (que mensagem ele passaria?); Desenvolvimento efetivo de funções operacionais em cozinha e copa; desenvolvimento e escolha de materiais, mobiliários, alvenarias, etc.

(vista – desneho técnico – Vinicius Reimberg)

Desenvolvimento de pranchas técnicas e por fim, uma maquete esquemática na escala de 1 para 50.

(maquete escala 1/50)

O semestre com o professor Vitor foi realmente inspirador, a cada semana tínhamos um novo desafio, o grupo no começo estava separado, as idéias não batiam, porém, com o desenvolvimento final do layout operacional do Outback as coisas começaram a se encaixar perfeitamente.

(primeiros sketches de fluxo operacional – Vinicius Reimberg)

A experiência de ir até um restaurante, conversar com os responsáveis, por telefone, e-mail, foi de grande ajuda, e a pesquisa sobre os costumes da Austrália de ‘hoje’ (tema final do trabalho) nos mostrou quanto os australianos são parecidos com os brasileiros, seus costumes, sua cultura aborígene preservada, foi simplesmente incrível.

CONFIRA TODAS AS IMAGENS DO PROJETO:

READ ALSO IN ENGLISH

The purpose was to let the rustic themed restaurant Outback Steakhouse with a face more current, more contemporary, with that we bring materials which would bring the same feel as the old, however, new materials, new trends and new customers.
The purpose of this study was developed from research on possible restaurants; Field research further the restaurant chosen; Develop design intent without plants, with only subjective ideas of how customers would feel within the environment (what message would he?) ; Developing effective operational functions in the kitchen and pantry; development and choice of materials, furniture, masonry, etc..
Development board techniques and finally, a schematic model on a scale of 1 to 50.

The semester with Professor Victor was really inspiring, every week we had a new challenge, the group was separated in the beginning, the ideas did not match, however, with the final development of the operational layout of the Outback things began to fit perfectly.
The experience of going to a restaurant, talking with officials by phone, email, was a great help, and research on the customs of the Australian ‘today’ (ending theme of the work) showed us how the Australians are similar to Brazilians, their customs, their native culture preserved, was simply amazing.

Consultório de Ortodontia

Por: Vinicius Reimberg Santos

Este é um trabalho comercial acadêmico, proposto pelo professora Vinie, pelo centro universitário FIAM FAAM.

Desenvolvemos o perfil de uma suposta cliente com 28 anos, que já trabalha na área por quatro anos. Ela alugará a outra sala para uma recém formada moça.

Na pesquisa nós fomos e falamos com os responsáveis da clinica CASA GRANDE odontologia para colhermos informações sobre como é feito o funcionamento de uma clínica, quando é obrigatória ter uma sala fechada para a esterilização dos produtos, como é feita a coleta do lixo, materiais, e móveis necessários para que a clínica possa funcionar.

Dando uma básica explicação sobre a ambientação da clínica, teríamos a sala de espera (começando pelo canto inferior direito), tanto as cadeiras e um sofá em “L” acomodariam os pacientes e acompanhantes. Uma área mais coloria reservada às crianças com livros para colorir estariam à disposição das mães.

A sala de atendimento de nossa cliente está localizada no canto superior esquerdo, pois é onde o norte está localizado, portanto, uma insolação favorável todo o dia. Entre as duas salas de atendimento temos a sala de esterilização, e mais centralizado no prédio as salas com os compressores, e outra reservada apenas para o lixo.

Todo os ambientes foram propostos com materiais que respeitam a legislação de clínicas desse porte. No trabalho fomos muito bem orientados pela Vinie.

Fotos e desenhos por: Vinicius Reimberg Santos

Loja ADIDAS RUNNING

Por: Vinicius Reimberg Santos

Este é um trabalho corporativo acadêmico, proposto pelo professor Ricardo Moreira, na disciplina de IMAGEM CORPORATIVA, pelo centro universitário FIAM FAAM.

O trabalho foi todo desenvolvido à mão, com a ajuda de meu grande amigo, e futuro designer de interiores: Emerson Augusto Ferreira.

A proposta do trabalho foi desenvolver uma loja especializada em um novo conceito que a ADIDIAS iria começar a investir, pressupondo que o runnign, as “corridas” estariam cada vez mais famosas no Brasil.

(Perspectiva dao interior da loja)

O briefing que nos foi dado, com alguns pré requisitos, como: as cores dos produtos ADIDAS na intenção esportiva (preto e branco), numero mínimo de provadores, metros mínimos lineares de armários para estocagem de produtos (na qual achamos melhor permanecer no mezanino, etc.

(vista inerna da Loja)

No projeto, dentro de um shopping, teríamos uma fachada de 12 metros, por 5 metros de profundidade. Utilizamos linhas orgânicas em todo o projeto. Que vai desde os provadores, escada para o mezanino, como a fachada da loja em si.

O conceito do projeto foi usar o preto fora da loja (como uma caixa preta), e o branco na parte interna, deixando que as cores fossem ressaltadas nos próprios produtos Adidas Running.

(planta simplória da loja)

A entrada então seria pelo lado esquerdo da loja, já com a área masculina, os caixas e os bancos para provar calçados se encontram no meio loja, e mais à direita a parte feminina com os provadores, e aproveitando a curva da loja, temos a escada apenas para uso operacional.

(Outra vista interna da loja)

Agora comentando um pouco mais sobre a fachada, nós não utilizamos todo o pé direito com informações, elas estariam no máximo a 2,5m de altura. Teríamos da área direita até a esquerda  a fachada com alguns lançamentos do seguimento Runnin; A entrada também em um circulo; Uma homenagem para o norte-americano James Cleveland “Jesse” Owens, que usou um ADIDAS na corrida que ficou conhecida pela afronta contra Hitler na 2º  Guerra Mundial, Junto com a Homenagem teriamos uma replica banhada a ouro do tênis de Jesse.

(Perspectiva da fachada da loja)

Após a homenagem, uma área com uma “cama elástica” para que os clientes sintam o amortecimento dos tênis escolhidos; e por fim, um painel interativo touch screen onde os clientes poderiam ver, comprar, e interagir, sem entrar na loja.

(Vista da fachada)

“Um dos pontos mais interessantes do projeto foi a pesquisa, eu e o Emerson fomos a diversas lojas conceito na Oscar Freire para nos inspirarmos, lojas como a Nike e a própria Adidas mudaram a nossa visão, e deram um ponto inicial significativo para as nossas idéias.”

-Vinicius Reimberg Santos

Desenhos e fotos por: Vinicius Reimberg Santos

 

READ IT ALSO IN ENGLISH!

By: Vinicius Santos Reimberg
This work is a scholarly enterprise, proposed by Professor Ricardo Moreira, the discipline of CORPORATE IMAGE by FIAM FAAM university center.
The work was developed entirely by hand, with the help of my good friend, and future interior designer: Emerson Augusto Ferreira.
The purpose of this study was to develop a new specialty store concept that would start investing ADIDIAS, assuming the runnign the “races” would be more famous in Brazil.
The brief given to us, with some prerequisites, such as the colors of the products with the intention ADIDAS sports (black and white), minimum number of tasters minimum linear meters of cabinets for storage of products (in which we find it best to stay on the mezzanine , etc..
In the project, inside a mall, we would have a facade of 12 meters by 5 meters deep. We use organic lines throughout the project. Ranging from the panelists, stairs to the mezzanine, and the storefront itself.
The entry would then be on the left side of the store, now with the male area, the boxes and shoes to prove the banks are in the middle of the store, and more to the right with the female judges, and drawing the curve of the store, we have ladder only for operational use.
Now a little more commenting on the facade, we do not use all the right foot with information, it would be a maximum of 2.5 m in height. We would have the right area to the front left with some releases of Runnin action; The entry also in a circle; A tribute to American James Cleveland “Jesse” Owens, who wore a ADIDAS in the race that became known by the affront to Hitler in the 2nd World War, along with the tribute would have a gold-plated replica of Jesse’s shoes.
After the tribute, an area with a “trampoline” for customers to feel the cushioning of the shoe chosen, and finally, an interactive touch screen panel where customers could see, buy, and interact, without entering the store.

“One of the most interesting project was the research, I went to Emerson and several concept stores in Oscar Freire to be inspired, shops like Nike and Adidas have changed our own vision, and gave a significant starting point for our ideas. “
Vinicius Santos-Reimberg
Drawings and photos by: Vinicius Santos Reimberg

Recorte e cole!

Por: Vinicius reimberg santos

Mias uma vez na nostalgia dos trabalhos do 1º semestre no meu curso de Design de Interiores, na instituição FIAM FAAM, na disciplina de Expressões Bidimensionais.
-professor: Arthur Cole

A proposta do trabalho era tirar alguns paradigmas que nós temos e aprender (usando a criatividade) a simular novas formas, novas cores, e novas sensações. O professor Arthur sempre propunha que nós viajássemos em nossos trabalhos, saíssemos das mesmas formas de expressão.

No dia devo confessar que não tinha idéia de onde começar, já que a “brincadeira” era o recortar e colar… Mas… O que!?

Bastou olhar o desenho de uma queixa ( ponto total de inspiração) para que o trabalho começassem a ganhar forma, pensei em retratar a cultura japonesa (da qual eu respeito e sou apaixonado) de uma forma artística.

A Sakura (mais famosa como Cerejeira no Brasil) foi um dos pontos que eu mais me identifiquei no projeto.

Para os mais curiosos, no parque do Ibirapuera existe um espaço de exposição com um “cantinho Japonês” na qual, no inverno, todas as cerejeiras florescem e ficam lindas!

 

Casa da Artista

Por: Vinicius Reimberg Santos

Projeto Acadêmico proposto na disciplica de Paisagismo – Professora Fabiola – Instituto Universitário FIAM FAAM

Um projeto desenvolvido por mim e meu colega Caio Ribeiro que modificou a entrada da moradfia e o ateliê de uma cliente que trabalha em casa como artista plástica, que desenvolve tanto esculturas como telas.

O conceito principal do projeto foi traçado a partir da idéia que o ateliê ficaria aos fundos, depois dos possíveis clientes que visitariam o espaço percorressem a entrada principal e o corredor.

Portando trabalhamos ao lado direito da entrada uma área com um pergolado de concreto até sua metade obtendo tanto um ambiente em “sol pleno”, onde nos dias de céu estrelado a artista poderia aproveitar seus amigos e seu namorado para utilizarem o jardim,  como um em “meia sombra” nas horas mais quentes do dia, trazendo uma proteção para os lírios-brancos que inserimos no projeto.

para demarcar as pisadas. Uma fonte trouxe o elemento –água proposto desde o início do projeto, revestida com mosaico em pedra ferro. As plantas amarelas ao fundo são Margaridas-amarelas, um dos focos do projeto, pelo estudo em cima das cores caracterizar o amarelo como a cor da criatividade.

O corredor é marcado por a Grama-preta e as Palmeiras-ráphis. Temos duas paredes d’água que recebem iluminação de LED em múltiplas cores.

Temos por fim, uma área intima reservada para a artista. Uma varanda com visão tanto para a entrada , quanto para o corredor, espalhamos alguns Gerânios-pendentes, para a integração com outros ambientes.

Read It Also In English!
A project developed by me and my colleague Caio Ribeiro, who modified the entry of the house and studio of a client who works from home as an artist, which develops both sculptures and paintings.

The main concept of the project was drawn from the idea that the workshop would be to the funds, after the potential customers would visit the area and traveled the main entrance hall.
  Porting work on the right side of the entrance area with a pergola concrete getting half as much to his environment in a “full sun”, where in the days of starry sky, the artist could enjoy her friends and her boyfriend to use the garden as one in “half shadow” in the hottest hours of the day, bringing a protection for the lily-white that we put into the project.

Besides the use of “grama-Batatais” (allowing trampling) have square wood made to mark the footsteps. A source brought the element of water proposed from the beginning of the project, covered with mosaic tiles iron. The plants in the background are “margaridas-amarelas”, The yellow was one of the focus of the project, the study upon the colors characterize the color yellow as creativity.

The corridor is marked by the “grama preta” and the “Palmeira Ráfis”. There are two water walls with LED illumination in multiple colors.

We finally, an intimate area reserved for the artist. A balcony with a view to both the entrance and into the hallway, spread some geraniums-pending, for integration with other environments.