Fotográfia – More Than Human

More Than Human, é o título da mais recente série de fotografias de Tim Flach.

Juntos retratos de animais em seu próximo livro, o fotógrafo para descobrir fotos incríveis de várias espécies, revelando facetas destes animais “mais do que humanos”.

“As fotos tem a presença humana em cada uma delas.. mas eu me pergunto, se não é os humanos que desde sempre imitam os animais e suas facetas!” (Vinicius Reimberg)

More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (1) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (2) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (3) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (4) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (5) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (6) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (7) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (8) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (9) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (10) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (11) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (12) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (13) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (14) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (15) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (16) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (17) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (18) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (19) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (20) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (22) More-Than-Human_TIM FLACH_vinicius_reimbergblog (21)

Fonte: Fubiz

Anúncios

MURAIS: os novos vinílicos

Os murais adesivados sempre foram usados para o comércio, como recurso de ambientação, mas agora eles invadem também as casas das pessoas.

Ele é uma evolução do adesivo de vinil recortado que achamos em diversas lojas por aí, portanto, precisam de um melhor planejamento ao aplica-lo.

Abaixo, Alguns bons exemplos de murais, substituindo “quadros” e dando mais vida onde a pouca paisagem para ser apreciada:

vinicius_reimberg_blog_wall-mural-wallpaper (17)

 

No melhor estilo de inverno!

 

vinicius_reimberg_blog_wall-mural-wallpaper (4)

 

Ou no melhor estilo: LONDRES.. Você escolhe

Recorte e cole!

Por: Vinicius reimberg santos

Mias uma vez na nostalgia dos trabalhos do 1º semestre no meu curso de Design de Interiores, na instituição FIAM FAAM, na disciplina de Expressões Bidimensionais.
-professor: Arthur Cole

A proposta do trabalho era tirar alguns paradigmas que nós temos e aprender (usando a criatividade) a simular novas formas, novas cores, e novas sensações. O professor Arthur sempre propunha que nós viajássemos em nossos trabalhos, saíssemos das mesmas formas de expressão.

No dia devo confessar que não tinha idéia de onde começar, já que a “brincadeira” era o recortar e colar… Mas… O que!?

Bastou olhar o desenho de uma queixa ( ponto total de inspiração) para que o trabalho começassem a ganhar forma, pensei em retratar a cultura japonesa (da qual eu respeito e sou apaixonado) de uma forma artística.

A Sakura (mais famosa como Cerejeira no Brasil) foi um dos pontos que eu mais me identifiquei no projeto.

Para os mais curiosos, no parque do Ibirapuera existe um espaço de exposição com um “cantinho Japonês” na qual, no inverno, todas as cerejeiras florescem e ficam lindas!

 

Arte e Ciência – Iori Tomita

“O que mais me impressiona nas imagens e nas obras de arte de Tomita é a qualidade das cores: o azul e o magenta estão muito vibrantes. Fazem-me lembrar de um dos tipos de iluminações que eu mais sou fascinado: o NEON! Sem dúvida, eu ficaria horas olhando cada detalhe dessas peças únicas.” _Vinicius Reimberg Santos

O artista japonês Iori Tomita utiliza um método científico para transformar animais conservados em laboratório em objetos de arte.

Para conseguir o resultado, Tomita, que é formado em Ciências Pesqueiras na Universidade de Kitasato, modifica as proteínas do corpo dos animais com químicos, para deixá-los transparentes.

Em seguida, ele injeta um pigmento magenta nos ossos dos animais e um colorante azul em suas cartilagens.

Em seu site, o artista explica que o procedimento foi criado para permitir o estudo dos esqueletos dos animais.

Tomita diz que cria espécies transparentes ‘como objetos que farão com que as pessoas se sintam mais próximas das maravilhas da vida’.

Segundo ele, os objetos finais podem ser vistos como experimentos científicos, obras de arte e até como ‘uma porta de entrada para a filosofia’.

 

Fonte: BBC & G1

Fotos: Iori Tomita

 

See it also in ENGLISH!

“What impresses me most about the pictures and works of art Tomita is the quality of colors: blue and magenta are very vibrant. They reminded me of one of the types of lighting that I’m more fascinated: the NEON! Undoubtedly I’d be looking at hours every detail of these unique pieces. “_Vinicius Reimberg Santos

The Japanese artist Iori Tomita uses a scientific method to transform in laboratory animals preserved in objects of art.
To get the result, Tomita, a graduate of Fishery Sciences at the University of Kitasato, modifies the body’s proteins from animals with chemicals to make them transparent.
Then he injects a magenta dye in the bones of animals and a blue dye in their cartilage.
On its website, the artist explains that the procedure was created to allow the study of the skeletons of animals.
Tomita says that species creates transparent ‘as objects that will make people feel closer to the wonders of life. “
He said the final objects can be seen as scientific experiments, works of art and even as ‘a gateway to philosophy’.

A criativa Maisa Sassaki – Fotógrafa

Por: Vinicius Reimebrg Santos

Formada em fotografia pela Universidade Anhembi Morumbi, Maisa Sassaki sempre teve fascinação pelas as imagens, devido a capacidade delas poderem contar uma história ou simplesmente de fazer o observador tentar entender o olhar do fotógrafo.


Atualmente está no ramo de fotografia de casamentos, no entanto, sua verdadeira paixão é poder ver uma possibilidade fotográfica nas mais diversas situações.

Na foto postada por exemplo, aproveitou do momento com o seu namorado o estudante Carlos Gomes, para tentar algo mais criativo do que a maioria de fotos de casais, fazendo na própria foto uma referência a fotografia, usando molduras de quadros.

A intenção mais do que tentar criar imagens descontraídas é o registro do momento que se eterniza através da imagem.

Blog: Creative Splurges

Por: Vinicius Reimberg Santos

Esse blog é de Rob Howard, um fotófrafo incrível, que mora em Twickenham (Londres) com sua esposa Holly e seu gato.

“Eu sou um fotógrafo iniciante, ainda aprender este ofício. Eu adoraria que fosse a minha profissão, um dia, mas por agora é simplesmente um hobby. Gosto de tirar fotografias, tiro fotos desde quando eu me lembro.” ( trecho retirado do About (sobre- do inglês) de Rob.

Uma das minhas fotos preferidas de Rob é a titulada Down by the river

Rob diz que adora tirar fotos em perspectiva, e em uma conversa com ele começamos a discutir o poder de uma foto ”preto e branco”.

Já pararam para pensar que nós passamos muito mais tempo olhando fotos ‘preto e branco’ do que coloridas… uma básica conclusão que eu r Rob tiramos é que nós reconhecemos muito mais facilmente os objetos e as texturas quando eles estão coloridas.

Uma outra foto que sem dúvida é divinamente linda no portifílio de Rob Howard é a Duck

ficou curiosos para mais fotos? olhe o Blog de Rob, Principalmente a parte de The Daily Photo, fotos que o fotógrafo posta diariamente.

thank you so much Rob!