A arte de tornar possível

Por: Vinicius Reimberg Santos

Hoje eu vou comentar sobre um trecho do filme Ratatouille, na qual o personagem Remy (o ratinho chef) consegue montar um prato para o super crítico e temido Ego.


a questão que eu trago não se remete ao filme em si, e sim na sensação que Ego tem quando prova a primeira garfada do prato, o fazendoele se lembrar de quando a sua mãe o chama para o almoço, o gosto do ratatouille de Remy, é o mesmo.


Então como uma primeira postagem para esse novo semestre, eu gostaria de comentar essa inquietante parte do filme e linkar com a profissão de degisn de interiores.

Nesse novo semestre, e em todos os outros anos de nossas atuações, vamos proporcionar aos nossos clientes, com a nossa criatividade e competência, aquela experiência que o próprio Ego sentiu.

O sentimento de algo tão sublime, que poderíamos chamar facilmente de irreal, algo que te completa, ou que vai incrívelmente além de qualquer expectativa.
Por que nós temos a competência de tornar os sonhos possíveis.

Imagens: Google Images

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s